sexta-feira, 25 de março de 2011

Mundim no teatro em 2011

Os alunos do turno noturno (num total de 51) foram ao teatro, assistir à peça “As Mãos de Euridice”, um monólogo escrito por Pedro Bloch. É uma peça bem antiga, estreou no Brasil em 1950 e fora o primeiro monólogo encenado em solo brasileiro. O ator deu um show de interpretação, o personagem interpretado por ele, não agiu de uma forma adequada durante toda sua vida e ainda conseguiu fazer com que sentíssemos pena dele, pelo menos por um momento. Já pensou, ele abandonou sua esposa e filhos, para viver com outra mulher. Esta mulher o arruinou financeiramente. Então, no fundo do poço, depois de sete anos, quando retornou para sua casa, ao encontrar sua esposa com outro, ainda se achou a vítima da história.
Os moços e moças de nosso Mundim em sua grande maioria ficaram bem comportados durante o monólogo intelectualizado. Comportamento que fora esquecido por alguns dos moços no percurso de volta, dentro do ônibus.Eu, professora Lívia, juntamente com as professoras Neusa e Maria José, acompanhamos os meninos e meninas ao passeio cultural e de entretenimento. Nós ficamos nas mãos dos alunos.
É o nosso Mundim, mais uma vez no teatro, valorizando a cultura. Aqui no nosso Mundim é assim, nós vamos ao teatro, o teatro vem até nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sexta-feira, 25 de março de 2011

Mundim no teatro em 2011

Os alunos do turno noturno (num total de 51) foram ao teatro, assistir à peça “As Mãos de Euridice”, um monólogo escrito por Pedro Bloch. É uma peça bem antiga, estreou no Brasil em 1950 e fora o primeiro monólogo encenado em solo brasileiro. O ator deu um show de interpretação, o personagem interpretado por ele, não agiu de uma forma adequada durante toda sua vida e ainda conseguiu fazer com que sentíssemos pena dele, pelo menos por um momento. Já pensou, ele abandonou sua esposa e filhos, para viver com outra mulher. Esta mulher o arruinou financeiramente. Então, no fundo do poço, depois de sete anos, quando retornou para sua casa, ao encontrar sua esposa com outro, ainda se achou a vítima da história.
Os moços e moças de nosso Mundim em sua grande maioria ficaram bem comportados durante o monólogo intelectualizado. Comportamento que fora esquecido por alguns dos moços no percurso de volta, dentro do ônibus.Eu, professora Lívia, juntamente com as professoras Neusa e Maria José, acompanhamos os meninos e meninas ao passeio cultural e de entretenimento. Nós ficamos nas mãos dos alunos.
É o nosso Mundim, mais uma vez no teatro, valorizando a cultura. Aqui no nosso Mundim é assim, nós vamos ao teatro, o teatro vem até nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário