domingo, 14 de novembro de 2010


Ganhar, vencer e derrotar.

Diante dos reservas do Palmeiras o Dragão não poderia fraquejar, só havia três possibilidades admitidas: ganhar, vencer e derrotar. Com qualquer um dos resultados o time poderia um pouco se tranqüilizar para na série A ficar. O empate frustrante diante dos reservas do Inter serviria para o time diante do Porco se resguardar. Num jogo morno, o time da Campininha não teve muito trabalho para os três pontos conquistar.
O Palmeiras, no primeiro tempo, conseguiu o rápido toque de bola atleticano neutralizar. O jeito foi pelo alto tentar e Jesiel numa cabeçada forte obrigou o goleiro palmeirense a bola espalmar. Mas Jesiel se limitou a isso, ele não tem conseguido jogar e muito menos gols marcar. Se os atacantes não conseguiam as redes balançar, Gilson, zagueiro artilheiro, foi para a área e num passe da trave, abriu o placar.
Para o segundo tempo saiu Jesiel camisa 99 e entrou Marcão camisa 19 e nada de um camisa 9. Marcão, o artilheiro desajeitadão, ele não marcou gol não, mas a partir de sua disposição saiu mais dois gols do Dragão. Vale destacar o terceiro, ele deu um belo passe para Robston que deu um chute certeiro. Não tinha para goleiro! Neste jogo, os artilheiros não marcaram, mas o zagueiro Gilson e o meia Robston, os torcedores não decepcionaram.
O Dragão ganhou, venceu e derrotou o Porco, 3x0 foi o placar, o mesmo ocorrido no primeiro turno, só não foram os mesmos artilheiros, vez que em território paulista, Elias foi o único a marcar. Neste rodada o time se manteve fora da zona da degola, na décima terceira posição, entretanto, com apenas três pontos a frente do Avaí, time que abre a temida zona. E o pior, o time de Guga será o próximo adversário do Atlético, será mais um jogo de 6 pontos. Tomara que neste jogo o time goiano se de bem, vez que já cedeu 9 pontos ao Atlético Mineiro.
O velho Porco tem sido uma presa fácil para o Dragão. Neste ano eliminou o Palmeiras da Copa do Brasil e goleou por duas vezes e pelo mesmo placar no Brasileirão. Não é qualquer alimento que agrada o paladar da nossa fera mitológica. Carne de galo foi totalmente rejeitada pelo Dragão; em combate com o rei do terreiro permitiu-se levar bicadas e não devorou o Galo mineiro. Tendo oportunidade de degustar um belo peixe de águas salgadas, se limitou a ficar apenas com as tentativas de fisgadas. Entretanto, quando se trata de carne de porco, a fera se transforma e sem muita dificuldade a prepara e a devora.
Atleticanos, carne de porco será o prato da semana, porco à la carte: torresminho, lombinho assado, costelinha frita...Enfim, como preferirem, mas cuidado com a indigestão.

4 comentários:

  1. Eu que nada entendo de futebol não sei o que falar, neste caso é melhor eu me calar e não dar palpite que nada vai ajudar.....Abraços da amiga que por aqui fica, como sempre, a estudar.
    Neusa

    ResponderExcluir
  2. VC JÁ ME AJUDOU E O TEXTO COMENTOU. MESMO NÃO ENTENDENDO, VC LEU, E FICOU ATÉ RIMANDO, ASSIM COMO TENTEI FAZER EM MEU TEXTO. VALEU MINHA AMIGA, QUERIA ATÉ RIMAR PARA LHE AGRADAR, MAS VOU TE CONFESSAR, ESTOU AQUI A TRANSPIRAR E TENDO QUE PARA O MESTRADO ESTUDAR, NÃO POSSO ME DESANIMAR SE NÃO EU VOU ME...

    ResponderExcluir
  3. É verdade mesmo Lívia, o dragão adora um porco bem passado pena que o Goiás não!
    Ah!Já estava me esquecendo periquito não degusta carne.
    Legallll(!!!!!)

    ResponderExcluir
  4. Que legal, um novo seguidor! E que gosta de comentar. Obrigadão, Marcelo! É Marcelo, Periquito, só bica... Valeu garoto!

    ResponderExcluir

domingo, 14 de novembro de 2010


Ganhar, vencer e derrotar.

Diante dos reservas do Palmeiras o Dragão não poderia fraquejar, só havia três possibilidades admitidas: ganhar, vencer e derrotar. Com qualquer um dos resultados o time poderia um pouco se tranqüilizar para na série A ficar. O empate frustrante diante dos reservas do Inter serviria para o time diante do Porco se resguardar. Num jogo morno, o time da Campininha não teve muito trabalho para os três pontos conquistar.
O Palmeiras, no primeiro tempo, conseguiu o rápido toque de bola atleticano neutralizar. O jeito foi pelo alto tentar e Jesiel numa cabeçada forte obrigou o goleiro palmeirense a bola espalmar. Mas Jesiel se limitou a isso, ele não tem conseguido jogar e muito menos gols marcar. Se os atacantes não conseguiam as redes balançar, Gilson, zagueiro artilheiro, foi para a área e num passe da trave, abriu o placar.
Para o segundo tempo saiu Jesiel camisa 99 e entrou Marcão camisa 19 e nada de um camisa 9. Marcão, o artilheiro desajeitadão, ele não marcou gol não, mas a partir de sua disposição saiu mais dois gols do Dragão. Vale destacar o terceiro, ele deu um belo passe para Robston que deu um chute certeiro. Não tinha para goleiro! Neste jogo, os artilheiros não marcaram, mas o zagueiro Gilson e o meia Robston, os torcedores não decepcionaram.
O Dragão ganhou, venceu e derrotou o Porco, 3x0 foi o placar, o mesmo ocorrido no primeiro turno, só não foram os mesmos artilheiros, vez que em território paulista, Elias foi o único a marcar. Neste rodada o time se manteve fora da zona da degola, na décima terceira posição, entretanto, com apenas três pontos a frente do Avaí, time que abre a temida zona. E o pior, o time de Guga será o próximo adversário do Atlético, será mais um jogo de 6 pontos. Tomara que neste jogo o time goiano se de bem, vez que já cedeu 9 pontos ao Atlético Mineiro.
O velho Porco tem sido uma presa fácil para o Dragão. Neste ano eliminou o Palmeiras da Copa do Brasil e goleou por duas vezes e pelo mesmo placar no Brasileirão. Não é qualquer alimento que agrada o paladar da nossa fera mitológica. Carne de galo foi totalmente rejeitada pelo Dragão; em combate com o rei do terreiro permitiu-se levar bicadas e não devorou o Galo mineiro. Tendo oportunidade de degustar um belo peixe de águas salgadas, se limitou a ficar apenas com as tentativas de fisgadas. Entretanto, quando se trata de carne de porco, a fera se transforma e sem muita dificuldade a prepara e a devora.
Atleticanos, carne de porco será o prato da semana, porco à la carte: torresminho, lombinho assado, costelinha frita...Enfim, como preferirem, mas cuidado com a indigestão.

4 comentários:

  1. Eu que nada entendo de futebol não sei o que falar, neste caso é melhor eu me calar e não dar palpite que nada vai ajudar.....Abraços da amiga que por aqui fica, como sempre, a estudar.
    Neusa

    ResponderExcluir
  2. VC JÁ ME AJUDOU E O TEXTO COMENTOU. MESMO NÃO ENTENDENDO, VC LEU, E FICOU ATÉ RIMANDO, ASSIM COMO TENTEI FAZER EM MEU TEXTO. VALEU MINHA AMIGA, QUERIA ATÉ RIMAR PARA LHE AGRADAR, MAS VOU TE CONFESSAR, ESTOU AQUI A TRANSPIRAR E TENDO QUE PARA O MESTRADO ESTUDAR, NÃO POSSO ME DESANIMAR SE NÃO EU VOU ME...

    ResponderExcluir
  3. É verdade mesmo Lívia, o dragão adora um porco bem passado pena que o Goiás não!
    Ah!Já estava me esquecendo periquito não degusta carne.
    Legallll(!!!!!)

    ResponderExcluir
  4. Que legal, um novo seguidor! E que gosta de comentar. Obrigadão, Marcelo! É Marcelo, Periquito, só bica... Valeu garoto!

    ResponderExcluir