domingo, 24 de outubro de 2010


Versos para mim

Compartilho com vocês o segundo poema que Patrícia fez para mim. Patrícia é aluna do Mundim, escreve belos poemas e interpreta muito bem. É um poema que retrata o que Patrícia sentiu quando fiquei 25 dias afastada do Mundim. Eu fiquei muito feliz com estes versos. Obrigada, Patrícia por tamanha consideração. Amei seus versos, menina.

Lívia,
Por onde tu foste amiga de versos?
Por que me deixou provar do amargo sumo da saudade?
A que preço fechaste, afastando-te de minhas estrofes?
Doeu teu coração a ponto de não deixar-me mais ver tua face amiga?
Desculpe-me se não conheço a tua dor
Mas seja ela qual for, digo-te:
Colha as pétalas de tua rosa, não as deixe murchar;
Não percas o brilho estelar dos teus olhos.
Amiga, sorria exibas a beleza das tuas palavras
Conforte-me com tua presença
Peço-te não deixe que eu prove novamente da amarga saudade.
Patrícia Rodrigues Lopes

3 comentários:

  1. Hummmm!!!! Tá podendo hein amiga?
    Poderosaaaaaaaaaaaaaaa.
    Neusa.

    ResponderExcluir
  2. Quem pode, pode... Brincadeira amiga, mas fiquei feliz com os versos. Abração

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muito gratificante receber um presente como esse. Parabéns, Profa. Lívia. Siga transformando alunos em fãs. Abraços.

    ResponderExcluir

domingo, 24 de outubro de 2010


Versos para mim

Compartilho com vocês o segundo poema que Patrícia fez para mim. Patrícia é aluna do Mundim, escreve belos poemas e interpreta muito bem. É um poema que retrata o que Patrícia sentiu quando fiquei 25 dias afastada do Mundim. Eu fiquei muito feliz com estes versos. Obrigada, Patrícia por tamanha consideração. Amei seus versos, menina.

Lívia,
Por onde tu foste amiga de versos?
Por que me deixou provar do amargo sumo da saudade?
A que preço fechaste, afastando-te de minhas estrofes?
Doeu teu coração a ponto de não deixar-me mais ver tua face amiga?
Desculpe-me se não conheço a tua dor
Mas seja ela qual for, digo-te:
Colha as pétalas de tua rosa, não as deixe murchar;
Não percas o brilho estelar dos teus olhos.
Amiga, sorria exibas a beleza das tuas palavras
Conforte-me com tua presença
Peço-te não deixe que eu prove novamente da amarga saudade.
Patrícia Rodrigues Lopes

3 comentários:

  1. Hummmm!!!! Tá podendo hein amiga?
    Poderosaaaaaaaaaaaaaaa.
    Neusa.

    ResponderExcluir
  2. Quem pode, pode... Brincadeira amiga, mas fiquei feliz com os versos. Abração

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muito gratificante receber um presente como esse. Parabéns, Profa. Lívia. Siga transformando alunos em fãs. Abraços.

    ResponderExcluir