sábado, 31 de julho de 2010



Injeção de ânimo

Os apaixonados vilanovenses foram prestigiar, para variar, mais um estreante em seu time, o treinador Roberto Cavalo. Aliás, ultimamente esta tem sido a rotina dos torcedores, prestigiarem as novidades da equipe. Contrata e dispensa jogadores e treinadores, quanta rotatividade, ninguém pode reclamar dos dirigentes do Vila, pelo menos eles estão tentando, só não estão acertando. Roberto Cavalo será a injeção de ânimo de que o time está precisando para deixar a incômoda lanterna? Esperamos que sim, mas o reencontro com a vitória não aconteceu na primeira partida comandada por Cavalo. Entretanto, o time apresentou uma considerável melhora.

Com apenas Roni no ataque, o Tigre no primeiro tempo, criou algumas oportunidades de gol. A forte marcação no meio campo proporcionou mais segurança para os zagueiros e uma maior agilidade para os meias ofensivos, Mateus e Davi. Pela primeira vez na competição eu vi o Vila ter uma boa atuação; o time estava compacto, ocupando o campo como um todo, melhor escrevendo, havia desaparecido o enorme abismo entre defesa, meio campo e ataque tão recorrente nos jogos anteriores. O ala esquerdo improvisado Jorge Henrique cumpriu bem seu papel, penso que ele pode ser efetivado na posição. Já o ala direito do Vila carece melhorar seu futebol, as melhores jogadas do Coritiba saiam nas costas dele. Sorte de Dedê que havia Juninho para auxiliá-lo. Juninho que não é aquele franzininho do time da Campininha e muito menos aquele que jogou no próprio Vila(um que veio de determinado país da Europa) teve uma grande atuação; com uma impecável marcação, ainda saia rápido na armação das jogadas. O gol no primeiro tempo não saiu, mas eu estava animada com o futebol apresentado pelo Colorado. Animados também, deveriam estar os apaixonados torcedores colorados. Entretanto, alegria de pobre, digo, de colorado, de esmeraldino e de rubro-negro ultimamente tem durado pouco.

No segundo tempo, o comandante Colorado, querendo vencer a partida sacou um homem de marcação, Rodrigo Thiesen e colocou o atacante Sassá. Ah, agora com dois atacantes, Roni e Sassá, gols não iriam faltar. Mero engano. O Coritiba engoliu o meio campo do Vila, assim, Cavalo para tentar remediar a situação sacou Mateus e Jorge Henrique, os quais estavam atuando bem. Davi Ceará e Bruno Lopes foram os escolhidos por ele. O atacante Bruno Lopes, ficou meio perdido em campo, não sabia qual função desempenhar: ala de marcação ou atacante? Na dúvida, não desempenhou nem uma das funções. Com relação ao Sassá, pior do que ele só o Davi Ceará.

Com as substituições de Cavalo, o bom futebol apresentado na etapa inicial da partida pelo Vila, também fora substituído. O time simplesmente não jogou mais, contudo ainda conseguia se segurar na defesa. Mas para a infelicidade da nação colorada, numa cobrança de falta, a qual não me pareceu falta, mas foi falta, vez que o árbitro marcou, o Coritiba balançou as redes goianas. Vale ressaltar que a cobrança de falta foi de longe, a bola foi mais ou menos no ângulo, Max mais uma vez nem se mexeu, entretanto, acredito que ele não conseguiria chegar à bola, então para quê ficar se esforçando fisicamente em vão. É a lei do mínimo esforço e como tem seguido tal lei ultimamente o goleiro vilanovense.

Considerando a situação em que se encontra o Vila na competição e a do adversário em questão, o técnico Colorado poderia ter permanecido com mais marcação no meio campo, isso não significaria pouco poder ofensivo, tanto que no primeiro tempo o time criou boas jogadas e algumas oportunidades de gols. Elementos que não foram presentes no segundo tempo. Se bem que o Tigre se encontra muito fraco, sem muitas forças, com isso ao ver suas presas com aquelas Coxas Brancas, perdeu o apetite e resolveu poupar o pouco da energia que ainda lhe resta. Ah, e tomara que o Cavalo que se encontra pelas bandas da Vila Nova não seja Paraguaio; Pangaré é até aceitável, mas quem sabe ele não seja um Banda Larga, digo, Manga Larga, ou Apaloose...



P.s.: O novo uniforme do Vila apresenta uma combinação “perfeita” de cores. Laranja e vermelho são tonalidades bem suaves. Temos agora o Tricolor de Goiânia, apresentando as cores: vermelho,laranja e branco. Juninho para dar um toque especial nas cores discretas, atuou com chuteiras amarelas.


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Gratificante
Foi muito gratificante ver o Waldemar Mundim dentre as cinco melhores escolas da rede estadual de ensino, em notas obtidas no ENEM , conforme ranking divulgado pelo MEC. E com a segunda nota maior da grande capital, perdendo apenas para o Hugo de Carvalho Ramos. Temos muito que melhorar, entretanto acreditamos e lutamos por um ensino público de qualidade. Infelizmente não temos nenhuma escola pública entre as 20 melhores do Estado, mas se formos observar a pontuação da escola particular mais bem colocada em comparação com a nossa, a diferença é de 138,03 pontos. É claro que são pontos consideráveis, contudo, na nossa escola nossos alunos não passam por um processo de seleção para serem matriculados. Parabéns para os alunos do Waldemar Mundim e mais uma vez parabéns para nós do Waldemar. Waldemar Mundim: um mundim repleto de saber e interatividade.

quarta-feira, 14 de julho de 2010


Sugestão para o Vila

Meus amigos, o Vila perdeu mais uma e continua mais lanterna do que nunca. Não vou me alongar em escrever que o time não apresentou nenhuma melhora significativa, e sim apresentarei uma sugestão aos dirigentes vilanovenses. Para evitar gastos e mais desgastes, os dirigentes colorados poderiam trazer o PPP(Polvo Profeta Paul)para ele prever se o time continua ou não na segunda divisão, assim, conforme a resposta do molusco profeta, o time já entraria de férias de uma vez por todas. Com certeza os colorados não teriam muitos gastos em trazer o Polvo, vez que poderia dividir a conta com diversos outros clubes ansiosos para saberem seus futuros no Brasileirão séries A e B. Se bem que Paul é acostumado a prever futuro com futebol de primeira linha...

domingo, 11 de julho de 2010

Fotos da Festa Junina do "Arraiá do Mundim"

2010-07-11

sábado, 31 de julho de 2010



Injeção de ânimo

Os apaixonados vilanovenses foram prestigiar, para variar, mais um estreante em seu time, o treinador Roberto Cavalo. Aliás, ultimamente esta tem sido a rotina dos torcedores, prestigiarem as novidades da equipe. Contrata e dispensa jogadores e treinadores, quanta rotatividade, ninguém pode reclamar dos dirigentes do Vila, pelo menos eles estão tentando, só não estão acertando. Roberto Cavalo será a injeção de ânimo de que o time está precisando para deixar a incômoda lanterna? Esperamos que sim, mas o reencontro com a vitória não aconteceu na primeira partida comandada por Cavalo. Entretanto, o time apresentou uma considerável melhora.

Com apenas Roni no ataque, o Tigre no primeiro tempo, criou algumas oportunidades de gol. A forte marcação no meio campo proporcionou mais segurança para os zagueiros e uma maior agilidade para os meias ofensivos, Mateus e Davi. Pela primeira vez na competição eu vi o Vila ter uma boa atuação; o time estava compacto, ocupando o campo como um todo, melhor escrevendo, havia desaparecido o enorme abismo entre defesa, meio campo e ataque tão recorrente nos jogos anteriores. O ala esquerdo improvisado Jorge Henrique cumpriu bem seu papel, penso que ele pode ser efetivado na posição. Já o ala direito do Vila carece melhorar seu futebol, as melhores jogadas do Coritiba saiam nas costas dele. Sorte de Dedê que havia Juninho para auxiliá-lo. Juninho que não é aquele franzininho do time da Campininha e muito menos aquele que jogou no próprio Vila(um que veio de determinado país da Europa) teve uma grande atuação; com uma impecável marcação, ainda saia rápido na armação das jogadas. O gol no primeiro tempo não saiu, mas eu estava animada com o futebol apresentado pelo Colorado. Animados também, deveriam estar os apaixonados torcedores colorados. Entretanto, alegria de pobre, digo, de colorado, de esmeraldino e de rubro-negro ultimamente tem durado pouco.

No segundo tempo, o comandante Colorado, querendo vencer a partida sacou um homem de marcação, Rodrigo Thiesen e colocou o atacante Sassá. Ah, agora com dois atacantes, Roni e Sassá, gols não iriam faltar. Mero engano. O Coritiba engoliu o meio campo do Vila, assim, Cavalo para tentar remediar a situação sacou Mateus e Jorge Henrique, os quais estavam atuando bem. Davi Ceará e Bruno Lopes foram os escolhidos por ele. O atacante Bruno Lopes, ficou meio perdido em campo, não sabia qual função desempenhar: ala de marcação ou atacante? Na dúvida, não desempenhou nem uma das funções. Com relação ao Sassá, pior do que ele só o Davi Ceará.

Com as substituições de Cavalo, o bom futebol apresentado na etapa inicial da partida pelo Vila, também fora substituído. O time simplesmente não jogou mais, contudo ainda conseguia se segurar na defesa. Mas para a infelicidade da nação colorada, numa cobrança de falta, a qual não me pareceu falta, mas foi falta, vez que o árbitro marcou, o Coritiba balançou as redes goianas. Vale ressaltar que a cobrança de falta foi de longe, a bola foi mais ou menos no ângulo, Max mais uma vez nem se mexeu, entretanto, acredito que ele não conseguiria chegar à bola, então para quê ficar se esforçando fisicamente em vão. É a lei do mínimo esforço e como tem seguido tal lei ultimamente o goleiro vilanovense.

Considerando a situação em que se encontra o Vila na competição e a do adversário em questão, o técnico Colorado poderia ter permanecido com mais marcação no meio campo, isso não significaria pouco poder ofensivo, tanto que no primeiro tempo o time criou boas jogadas e algumas oportunidades de gols. Elementos que não foram presentes no segundo tempo. Se bem que o Tigre se encontra muito fraco, sem muitas forças, com isso ao ver suas presas com aquelas Coxas Brancas, perdeu o apetite e resolveu poupar o pouco da energia que ainda lhe resta. Ah, e tomara que o Cavalo que se encontra pelas bandas da Vila Nova não seja Paraguaio; Pangaré é até aceitável, mas quem sabe ele não seja um Banda Larga, digo, Manga Larga, ou Apaloose...



P.s.: O novo uniforme do Vila apresenta uma combinação “perfeita” de cores. Laranja e vermelho são tonalidades bem suaves. Temos agora o Tricolor de Goiânia, apresentando as cores: vermelho,laranja e branco. Juninho para dar um toque especial nas cores discretas, atuou com chuteiras amarelas.


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Gratificante
Foi muito gratificante ver o Waldemar Mundim dentre as cinco melhores escolas da rede estadual de ensino, em notas obtidas no ENEM , conforme ranking divulgado pelo MEC. E com a segunda nota maior da grande capital, perdendo apenas para o Hugo de Carvalho Ramos. Temos muito que melhorar, entretanto acreditamos e lutamos por um ensino público de qualidade. Infelizmente não temos nenhuma escola pública entre as 20 melhores do Estado, mas se formos observar a pontuação da escola particular mais bem colocada em comparação com a nossa, a diferença é de 138,03 pontos. É claro que são pontos consideráveis, contudo, na nossa escola nossos alunos não passam por um processo de seleção para serem matriculados. Parabéns para os alunos do Waldemar Mundim e mais uma vez parabéns para nós do Waldemar. Waldemar Mundim: um mundim repleto de saber e interatividade.

quarta-feira, 14 de julho de 2010


Sugestão para o Vila

Meus amigos, o Vila perdeu mais uma e continua mais lanterna do que nunca. Não vou me alongar em escrever que o time não apresentou nenhuma melhora significativa, e sim apresentarei uma sugestão aos dirigentes vilanovenses. Para evitar gastos e mais desgastes, os dirigentes colorados poderiam trazer o PPP(Polvo Profeta Paul)para ele prever se o time continua ou não na segunda divisão, assim, conforme a resposta do molusco profeta, o time já entraria de férias de uma vez por todas. Com certeza os colorados não teriam muitos gastos em trazer o Polvo, vez que poderia dividir a conta com diversos outros clubes ansiosos para saberem seus futuros no Brasileirão séries A e B. Se bem que Paul é acostumado a prever futuro com futebol de primeira linha...

domingo, 11 de julho de 2010

Fotos da Festa Junina do "Arraiá do Mundim"

2010-07-11