sábado, 5 de junho de 2010

Plumagens renovadas

O Periquito, após ter sofrido muito no campeonato goiano, tendo suas peninhas queimadas pelas chamas do Dragão, iniciou o Brasileirão enfraquecido, não oferecendo muita resistência nos três primeiros confrontos. No quarto, ele começou dar indícios de reação. O novo treinador estava cuidando da avezinha para que ela pudesse recuperar suas penas e a sua confiança/força. Leão, homem inteligente, sutil e de certa forma arrogante deu suporte para o fortalecimento do Periquito para continuar firme na disputa dos futuros confrontos da competição.
No confronto com o Dragão, o Periquito apareceu em campo com plumagens renovadas, as penas brancas se sobressaiam sobre as verdes; não era mais um daqueles Periquitos tradicionais e sim um do reino. Se bem que é canarinho que tem esta designação, mas adotemos tal caracterização para o nosso Periquito especial. Ao ver o monstro das chamas, a avezinha tremeu e logo foi atingida com uma chama certeira da terrível criatura. Contudo, tal chama não foi suficiente para queimar a nova plumagem especial da nossa ilustre ave. Com isso, o Periquito partiu para cima da fera mitológica e aplicou-lhe três fortes bicadas, deixando-a sem reação no gramado do Serra; como se fosse uma simples lagartixa acuada.
Mais confiante, o Periquito com suas penas especiais recebeu São Paulo de Tarso. O Santo muito encantado com a ave diferente quis capturá-la, mas ela se mostrou muito arisca. Com isso, o Santo paulista tratou de acertar um golpe na pobrezinha na esperança de arrebatá-la, entretanto, ela ficou só um pouco tonta, logo se recompôs e contrariada com o Santo deu-lhe duas fortes bicadas, fazendo com que a divindade fosse embora desolada com tamanho insucesso. Que avezinha mais atrevida!
Por duas vezes o Periquito foi surpreendido pelos seus adversários e demonstrou poder de reação. Sendo assim, ele alçou voos maiores e foi visitar um parente distante, o Urubu, num lugar também distante, lá pelas bandas do Rio de Janeiro. Nossa como é bonita a casa do aparentado do Periquito, pena, que o anfitrião, não recebeu bem a nossa ave, aliás, ele se acha o rei do pedaço, ou melhor, é todo cheio de si. O Urubu queria porque queria bicar o parente visitante, entretanto, desta vez, num primeiro momento, o Periquito, respeitou o dono da casa ficando apenas na defensiva. Contudo, quando seu orgulhoso parente aplicou-lhe uma bicada, a avezinha ficou inflamada e partiu para cima do abutre. E não demorou muito para dar duas bicadas devastadoras na ave carniceira, a qual ficou desfalecida no chão.
Agora, ocupando uma posição mais cômoda na tabela, o Periquito terá uns dias de folga para apreciar a Copa do Mundo. É claro que ficará de olho e torcerá muito pelo seu parente mais próximo o Canarinho. Assim, com tal apreciação a sua qualidade técnica poderá melhorar ainda mais, como bem observou o inteligente, sutil e de certa forma arrogante Leão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sábado, 5 de junho de 2010

Plumagens renovadas

O Periquito, após ter sofrido muito no campeonato goiano, tendo suas peninhas queimadas pelas chamas do Dragão, iniciou o Brasileirão enfraquecido, não oferecendo muita resistência nos três primeiros confrontos. No quarto, ele começou dar indícios de reação. O novo treinador estava cuidando da avezinha para que ela pudesse recuperar suas penas e a sua confiança/força. Leão, homem inteligente, sutil e de certa forma arrogante deu suporte para o fortalecimento do Periquito para continuar firme na disputa dos futuros confrontos da competição.
No confronto com o Dragão, o Periquito apareceu em campo com plumagens renovadas, as penas brancas se sobressaiam sobre as verdes; não era mais um daqueles Periquitos tradicionais e sim um do reino. Se bem que é canarinho que tem esta designação, mas adotemos tal caracterização para o nosso Periquito especial. Ao ver o monstro das chamas, a avezinha tremeu e logo foi atingida com uma chama certeira da terrível criatura. Contudo, tal chama não foi suficiente para queimar a nova plumagem especial da nossa ilustre ave. Com isso, o Periquito partiu para cima da fera mitológica e aplicou-lhe três fortes bicadas, deixando-a sem reação no gramado do Serra; como se fosse uma simples lagartixa acuada.
Mais confiante, o Periquito com suas penas especiais recebeu São Paulo de Tarso. O Santo muito encantado com a ave diferente quis capturá-la, mas ela se mostrou muito arisca. Com isso, o Santo paulista tratou de acertar um golpe na pobrezinha na esperança de arrebatá-la, entretanto, ela ficou só um pouco tonta, logo se recompôs e contrariada com o Santo deu-lhe duas fortes bicadas, fazendo com que a divindade fosse embora desolada com tamanho insucesso. Que avezinha mais atrevida!
Por duas vezes o Periquito foi surpreendido pelos seus adversários e demonstrou poder de reação. Sendo assim, ele alçou voos maiores e foi visitar um parente distante, o Urubu, num lugar também distante, lá pelas bandas do Rio de Janeiro. Nossa como é bonita a casa do aparentado do Periquito, pena, que o anfitrião, não recebeu bem a nossa ave, aliás, ele se acha o rei do pedaço, ou melhor, é todo cheio de si. O Urubu queria porque queria bicar o parente visitante, entretanto, desta vez, num primeiro momento, o Periquito, respeitou o dono da casa ficando apenas na defensiva. Contudo, quando seu orgulhoso parente aplicou-lhe uma bicada, a avezinha ficou inflamada e partiu para cima do abutre. E não demorou muito para dar duas bicadas devastadoras na ave carniceira, a qual ficou desfalecida no chão.
Agora, ocupando uma posição mais cômoda na tabela, o Periquito terá uns dias de folga para apreciar a Copa do Mundo. É claro que ficará de olho e torcerá muito pelo seu parente mais próximo o Canarinho. Assim, com tal apreciação a sua qualidade técnica poderá melhorar ainda mais, como bem observou o inteligente, sutil e de certa forma arrogante Leão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário