segunda-feira, 24 de maio de 2010

Goianos no Brasileirão: um início nada animador

Já se passaram três rodadas do Brasileirão em suas respectivas séries A e B e nós, torcedores dos times goianos não temos muito que comemorar. Aliás, muito pelo contrário...

O Vila Nova largou na frente de Goiás e Atlético, vez que de três jogos disputados venceu um e perdeu dois. O Colorado no jogo de estreia já contava com o artilheiro da série B, Júnior Paulista. O zagueiro recém chegado ao clube foi o artilheiro da rodada, marcando dois gols, entretanto, para a tristeza dos colorados, foram contra. O zagueirão não parou por aí, cometeu um pênalti e não interceptou a jogada do quarto gol. No segundo jogo, diante do Icasa em casa, o Vila venceu, com um golzinho de Joãozinho, mas Edson Gaúcho ficou irritadinho. O técnico durão foi chamado de burro e reconheceu que foi a pior partida de um time que ele presenciou em toda sua vida. Contudo, é bem melhor jogar mal e vencer, do que jogar bem e perder. Contra o Guaratinguetá, a derrota foi inevitável, mas o time tem evoluído, começou perdendo de quatro, venceu e agora levou só dois gols e ainda marcou um. Que evolução!

Por outro lado, na série de elite do futebol brasileiro, Goiás e Atlético estão indo de mal a pior. Ao contrário da “evolução” colorada, Goiás e Atlético até o momento vêm regredindo na competição. O Goiás começou perdendo por apenas um gol de diferença, manteve esta média em casa frente aos reservas do Inter e agora levou de três do Bota Fogo. O Atlético empatou o primeiro jogo e perdeu os outros dois. Esperamos que a regressão seja interrompida.

O time do Goiás está se mostrando muito gentil, de nove pontos disputados, fez questão de ceder todos para seus adversários. Começou cedendo três pontos ao Guarani; um time que acabou de retornar do “inferno”, - “Vamos incentivar o Bugre!” Em casa, quis fazer a vez de bom anfitrião não desfeiteando os convidados de “segunda linha” do time gaúcho. No Engenhão, os rapazes esmeraldinos não foram nada engenhosos e sim fizeram a vez de convidados agradáveis; deixando três pontos para fazer companhia para a estrela solitária do Bota Fogo. Estou surpresa com o arrogante Leão, não imaginava que ele era tão caridoso/bondoso assim.

Após seu retorno ao “paraíso”, o Atlético ainda não se reencontrou em campo, afinal, foram muitos anos de padecimento nas profundezas... . Na primeira partida, ficou no 0x0 com mesclado Grêmio. Empate extremamente aceitável, vez que o Atlético também estava poupando jogadores para a fase decisiva da Copa do Brasil. No Rio a “poupação” de atletas continuou e o time seu primeiro gol no Brasileirão levou. Caiu na rede, é gol do Santos, o time paulista demonstrou que não depende apenas dos “meninos da Vila” para obter bons resultados. Diante do peixe, o Atlético jogou completo, mas foi derrotado. Quem pensou que iria saborear peixe assado, está amargando a indigestão da derrota até hoje. E olha que não era um peixe qualquer.

O técnico Leão está otimista, pois percebeu uma evolução no time esmeraldino e segundo ele a apreciação da Copa do Mundo poderá melhorar o nível técnico dos atletas (outro filósofo no Goiás). Entretanto, para o azar do treinador, jogadores dos demais times, futuros adversários do Verde, também estarão de olho na Copa. O Brasileirão Pós-Copa do Mundo será muito mais atrativo, vez que o nível técnico será “elevadíssimo”. Com relação ao Atlético, o time até que tem feito boas apresentações, mas ainda não conseguiu vencer. É preferível fazer como o Vila tem feito, não tem jogado bem, porém foi o único time goiano a conquistar uma vitória no nacional. Hum, mas como podemos definir o Goiás? O time não jogou bem e não venceu também... Ah, a definição, amigos, está na colocação do time na tabela. Infelizmente, amigos esmeraldinos, o Goiás mais uma vez está segurando a lanterna do campeonato brasileiro.
É amigos, os nossos times goianos não tiveram um início muito animador no Brasileirão 2010. Muitos podem até dizer que ainda é muito cedo, para fazermos qualquer previsão e de fato é mesmo. Entretanto, já temos equipes despontando na tabela de classificação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Goianos no Brasileirão: um início nada animador

Já se passaram três rodadas do Brasileirão em suas respectivas séries A e B e nós, torcedores dos times goianos não temos muito que comemorar. Aliás, muito pelo contrário...

O Vila Nova largou na frente de Goiás e Atlético, vez que de três jogos disputados venceu um e perdeu dois. O Colorado no jogo de estreia já contava com o artilheiro da série B, Júnior Paulista. O zagueiro recém chegado ao clube foi o artilheiro da rodada, marcando dois gols, entretanto, para a tristeza dos colorados, foram contra. O zagueirão não parou por aí, cometeu um pênalti e não interceptou a jogada do quarto gol. No segundo jogo, diante do Icasa em casa, o Vila venceu, com um golzinho de Joãozinho, mas Edson Gaúcho ficou irritadinho. O técnico durão foi chamado de burro e reconheceu que foi a pior partida de um time que ele presenciou em toda sua vida. Contudo, é bem melhor jogar mal e vencer, do que jogar bem e perder. Contra o Guaratinguetá, a derrota foi inevitável, mas o time tem evoluído, começou perdendo de quatro, venceu e agora levou só dois gols e ainda marcou um. Que evolução!

Por outro lado, na série de elite do futebol brasileiro, Goiás e Atlético estão indo de mal a pior. Ao contrário da “evolução” colorada, Goiás e Atlético até o momento vêm regredindo na competição. O Goiás começou perdendo por apenas um gol de diferença, manteve esta média em casa frente aos reservas do Inter e agora levou de três do Bota Fogo. O Atlético empatou o primeiro jogo e perdeu os outros dois. Esperamos que a regressão seja interrompida.

O time do Goiás está se mostrando muito gentil, de nove pontos disputados, fez questão de ceder todos para seus adversários. Começou cedendo três pontos ao Guarani; um time que acabou de retornar do “inferno”, - “Vamos incentivar o Bugre!” Em casa, quis fazer a vez de bom anfitrião não desfeiteando os convidados de “segunda linha” do time gaúcho. No Engenhão, os rapazes esmeraldinos não foram nada engenhosos e sim fizeram a vez de convidados agradáveis; deixando três pontos para fazer companhia para a estrela solitária do Bota Fogo. Estou surpresa com o arrogante Leão, não imaginava que ele era tão caridoso/bondoso assim.

Após seu retorno ao “paraíso”, o Atlético ainda não se reencontrou em campo, afinal, foram muitos anos de padecimento nas profundezas... . Na primeira partida, ficou no 0x0 com mesclado Grêmio. Empate extremamente aceitável, vez que o Atlético também estava poupando jogadores para a fase decisiva da Copa do Brasil. No Rio a “poupação” de atletas continuou e o time seu primeiro gol no Brasileirão levou. Caiu na rede, é gol do Santos, o time paulista demonstrou que não depende apenas dos “meninos da Vila” para obter bons resultados. Diante do peixe, o Atlético jogou completo, mas foi derrotado. Quem pensou que iria saborear peixe assado, está amargando a indigestão da derrota até hoje. E olha que não era um peixe qualquer.

O técnico Leão está otimista, pois percebeu uma evolução no time esmeraldino e segundo ele a apreciação da Copa do Mundo poderá melhorar o nível técnico dos atletas (outro filósofo no Goiás). Entretanto, para o azar do treinador, jogadores dos demais times, futuros adversários do Verde, também estarão de olho na Copa. O Brasileirão Pós-Copa do Mundo será muito mais atrativo, vez que o nível técnico será “elevadíssimo”. Com relação ao Atlético, o time até que tem feito boas apresentações, mas ainda não conseguiu vencer. É preferível fazer como o Vila tem feito, não tem jogado bem, porém foi o único time goiano a conquistar uma vitória no nacional. Hum, mas como podemos definir o Goiás? O time não jogou bem e não venceu também... Ah, a definição, amigos, está na colocação do time na tabela. Infelizmente, amigos esmeraldinos, o Goiás mais uma vez está segurando a lanterna do campeonato brasileiro.
É amigos, os nossos times goianos não tiveram um início muito animador no Brasileirão 2010. Muitos podem até dizer que ainda é muito cedo, para fazermos qualquer previsão e de fato é mesmo. Entretanto, já temos equipes despontando na tabela de classificação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário